Buscar
  • wevolt

Elétrico no topo: Tesla Model 3 foi o carro mais vendido na Europa

FONTE: INSIDEEVs


Por: Francesco Barontini Traduzido por: Julio Cesar

Só dá Tesla. É fácil falar sobre a montadora norte-americana quando o assunto é carro elétrico, mas o que aconteceu em março deixou os europeus atordoados. Olhando para os dados dos 27 principais mercados do Velho Continente em março, o carro mais vendido foi o Tesla Model 3. E o Tesla Model Y terminou em terceiro, atrás do Peugeot 208 e à frente do Volkswagen Golf. Olhando apenas para carros de emissão zero, segundo dados divulgados pela Jato Dynamics, o modelo de Elon Musk e associados pode ser definido como um sucesso absoluto. Domínio Tesla O Tesla Model 3, como dissemos, foi o carro mais vendido, independentemente do tipo de propulsão. No ranking de carros elétricos só pode estar em primeiro lugar, portanto, com nada menos que 23.013 unidades registradas. Em segundo lugar do elétrico está o Model Y: 19.968 emplacamentos em março. No top 5, na sequência aparece o Fiat 500 elétrico (terceiro com 6.579 unidades), o Kia Niro EV (quarto com 5.217 unidades) e o Volkswagen ID.4 (5.009 unidades). Esses três modelos, somados, no entanto, não chegam nem perto dos números registrados por qualquer um dos dois Teslas que ocupam os degraus mais altos do pódio.

  • Tesla Model 3 23.013

  • Tesla Model Y 18.968

  • Fiat 500 elétrico 6.579

  • Kia Niro EV 5.217

  • Volkswagen ID.4 5.009

  • Peugeot 208 e-201

  • Renault Zoe 4.054

  • Hyundai Kona 4.032

  • Dacia Spring 3.989

  • BMW i3 3.768

Há mais uma consideração a ser feita. Na Itália, o Tesla Model 3 tem um preço inicial de 54.990 euros (devido a aumentos recentes na tabela), enquanto o Model Y não pode ser comprado por menos de 63.990 euros. O Volkswagen ID.4, o mais caro dos concorrentes, tem um preço inicial de 44.000 euros: 10.000 euros a menos do que o Tesla mais barato do mercado. Elétricos e híbridos superam modelos a diesel No geral, o mercado automobilístico europeu ainda vai mal. E é na esteira dos emplacamentos totais (em março, -19% em comparação com o mesmo mês em 2021) que os carros elétricos e híbridos plug-in continuam a corroer a fatia de mercado dos combustíveis tradicionais. A popularidade deste tipo de carro também está aumentando graças ao fato de que os prazos de entrega são geralmente mais curtos do que para os modelos a combustão e que a diferença de preço entre o diesel e a gasolina está diminuindo graças a incentivos e concessões. Como resultado, veículos elétricos e híbridos plug-in tiveram 244.801 emplacamentos em março, enquanto os veículos a diesel responderam por 202.113. Os primeiros cresceram 10%, os segundos tiveram queda de 39%. Felipe Munoz, analista da Jato, disse: Há cada vez mais modelos elétricos no mercado e, dado o período, cada vez mais consumidores estão sendo convencidos a mudar para um carro com emissão zero. Vemos uma mudança de tendência especialmente em países como a Suíça (28% BEV e PHEV, 14% diesel), o Reino Unido (23% contra 10%), a França (21% contra 16%) e a Bélgica (24% contra 19%).

Em tudo isso, olhando apenas para veículos com carga externa, os carros elétricos puros representam 62% do total na categoria, um aumento de 46%, enquanto os híbridos plug-in estão em 38%, 22% abaixo no último mês.

0 visualização0 comentário